sábado, 19 de janeiro de 2019

INFORMAÇÕES SOBRE VELÓRIO DE SEU ZÉ HONÓRIO

FALECEU O SENHOR JOSÉ HONÓRIO BARBALHO

É com pesar que noticiamos o falecimento do senhor José Honório Barbalho, ocorrido na madrugada deste sábado(19), em São José de Mipibu.
O ex-vereador e ex vice-prefeito de São José de Mipibu foi um cidadão respeitado pela sociedade mipibuense e protagonista de importantes decisões políticas no Município. Zé Honório, como era mais conhecido, tinha como característica a solidariedade.
Zé Honório deixou viúva a senhora Rita de Cássia, com quem teve os filhos: 
DecaInácioTerezaSilvana e Zelinha.
O corpo de Zé Honório está sendo velado no Centro Social, na praça Monsenhor Paiva, no centro de São José de Mipibu. O sepultamento vai acontecer logo mais às 15:00 horas, no Cemitério Municipal de São José de Mipibu, após celebração de missa de corpo presente, na Igreja Matriz de Sant’Ana e São Joaquim.
Que os familiares de Zé Honório recebam os nossos sinceros sentimentos e abraços de conforto, neste momento de dor e tristeza.

VEM AÍ SURPRESA NA POLÍTICA MIPIBU


Previdência: reforma vai ao Congresso em fevereiro

Rogério Marinho diz que proposta de Temer será aproveitada

Por Luciano Nascimento e Pedro Rafael Vilela / Da Agência Brasil
SECRETÁRIO DE PREVIDÊNCIA DO MINISTÉRIO DA ECONOMIA, ROGÉRIO MARINHO - WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL

A proposta de reforma da Previdência será encaminhada ao Congresso Nacional na segunda semana de fevereiro, informou hoje (18) o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. Segundo o secretário, o governo bateu o martelo sobre a estratégia para apresentar o texto.

O Palácio do Planalto pretende aproveitar o texto apresentado pelo governo do ex-presidente Michel Temer e apensar a proposta que será encaminhada ao Congresso Nacional. Com isso, o texto poderia ir diretamente à apreciação do plenário da Câmara dos Deputados, aproveitando que o projeto encaminhado por Temer já passou pela etapa das comissões.

“Já foi decidido que vamos utilizar o arcabouço da 287 [Proposta de Emenda Constitucional – PEC 207/16], e a ideia é apresentarmos o projeto no plenário da Câmara a partir da segunda semana depois da votação da mesa diretora”, disse Marinho, em entrevista coletiva na qual apresentou o texto da chamada Medida Provisória contra Fraudes no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

De acordo com o secretário, a estratégia será refinada com a participação do presidente Jair Bolsonaro, dos ministros Paulo Guedes, da Economia, e Onyx Lorenzoni, da Casa Civil. A diferença é que o texto de Temer não prevê a criação de um regime previdenciário em que cada trabalhador faça a própria poupança (capitalização), como o governo deverá apresentar em fevereiro, o que pode gerar questionamentos por parte da oposição.

“A nossa perspectiva foi traçada e, nesse momento, o grupo está trabalhando com cenários, fazendo cálculos atuariais, consultando outras pessoas e, ao mesmo tempo, levando para o presidente Bolsonaro para que ele avalie para onde a gente vai”, afirmou. “Bolsonaro está recebendo as linhas gerais, ele está dando as linhas gerais do projeto, que está sendo submetido a ele”, acrescentou.

A reforma da Previdência deverá ser um dos temas que Bolsonaro abordará no Fórum Econômico Mundial, que ocorrerá em Davos, Suíça, entre os dias 22 e 25 deste mês. Marinho não deu detalhes sobre o texto que será apresentado, mas disse que o governo trabalha para que seja uma “reforma justa”.

A expectativa é que Bolsonaro assista a uma apresentação sobre o material da reforma no fim desta semana. Marinho disse que Bolsonaro só bateria o martelo quando voltasse da Suíça. Questões como idade mínima para aposentadoria de homens e mulheres e período de transição, além da situação dos militares ainda estão em fase de estudo e não foram divulgadas à imprensa.

“[O texto] está tomando forma, estamos bem adiantados, o presidente tem se reunido com a equipe e tem traçado os rumos que ele acha possíveis para que consiga ser aprovada no Congresso e, ao mesmo tempo, que deem uma segurança fiscal para o governo e que seja uma reforma justa, uma reforma solidária, que trate os desiguais de maneira desigual”, disse Marinho.

RN tem R$ 2,1 bilhões a receber dos 50 maiores devedores

Maior parte é relativa ao imposto de ICMS não pago pelos credores

SEDE DA PROCURADORIA GERAL DO ESTADO. DIVULGAÇÃO



Buscando saídas para reajustar as contas, o Governo do Estado contabiliza que tem R$ 2,1 bilhões em débitos a receber. Esse valor corresponde a apenas os 50 maiores devedores. Atualmente, o valor da dívida com o Estado supera R$ 7 bilhões, a maior parte em relativo ao imposto de ICMS não pago pelos credores.

Os dados foram apresentados ontem ao presidente do Tribunal de Justiça do RN, desembargador João Batista Rebouças, pela governadora do Estado, Fátima Bezerra, e sua equipe econômica. A reunião serviu para que Governo e Judiciário discutissem sobre a execução das sentenças, relacionadas a dívidas, que constituem a chamada ‘Dívida Ativa’, composta pelo volume de arrecadação, ou que deveria ser obtida, com o pagamento de impostos por empresas.


A quitação, segundo dados da Procuradoria Geral do Estado (PGE), feita até hoje pelos devedores é considerada inexpressiva, quando se avalia os programas de refinanciamentos de dívidas.

O Secretário Estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier, assumiu a pasta dizendo que a atual gestão tem um plano de combate à sonegação fiscal e, junto com a PGE, um plano para receber o pagamento dos grandes devedores e assim aprimorar o sistema arrecadatório. “A gente entende que pode crescer combatendo a sonegação. Para a Dívida Ativa temos plano com a PGE e esta vai ser uma área em que daremos total prioridade”, disse ao tomar posse do cargo no início do mês.

Nina sobre acordo entre táxis e apps


Câmara trata sobre este projeto porque a Lei Federal 13.640/18 deixou para os municípios e ao Distrito Federal a competência de regulamentar e fiscalizar o serviço

José Aldenir / Agora RN
Vereadora e presidente em exercício da Câmara de Natal, Nina Souza (PDT)

Em reunião com motoristas de táxis e de transportes de aplicativos ocorrida na quinta-feira, 17, a presidente em exercício da Câmara Municipal de Natal, Nina Souza (PDT), debateu, com a participação de outros parlamentares, a regulamentação do transporte por aplicativos, definindo regras para esse modelo de serviço, que estarão no Projeto de Lei 103/2016, do vereador Sandro Pimentel (PSOL).
“Demos um passo extraordinário discutindo com as duas categorias, artigo por artigo. Estamos com 99% do projeto consensualizado. O ponto mais polêmico está na limitação do número de motoristas operando com os aplicativos porque não dispomos de dados exatos das plataformas”, explicou a vereadora, que é a relatora da matéria na Comissão de Justiça.
Existem divergências sobre a quantidade de transportes pela cidade, pagamentos de taxas e outros pontos. Nina explicou que a Câmara trabalha para que todos os motoristas conservem seus empregos para garantir o sustento de suas famílias.
A Câmara trata sobre este projeto porque a Lei Federal 13.640/18 deixou para os municípios e ao Distrito Federal a competência de regulamentar e fiscalizar o serviço de transporte remunerado privado individual de passageiros.

MARCIANO MORREU

Morre aos 67 anos o cantor sertanejo Marciano, da dupla com Milionário
Assessoria do cantor informou que ele estava em casa, com a família, quando sofreu um infarto e não resistiu

Reprodução / Instagram
Marciano, cantor brasileiro

O cantor José Marciano, da antiga dupla João Mineiro e Marciano, morreu na madrugada desta sexta-feira, 18, aos 67 anos.
A assessoria do cantor informou que ele estava em casa, com a família, quando sofreu um infarto e não resistiu. Ele será sepultado no município de São Caetano do Sul, na Região Metropolitana de São Paulo. Não foi divulgado o local e horário.
Como lembra o R7, Marciano fez sucesso na década de 1980 ao lado do companheiro de palco João Mineiro, que faleceu em 2012.
Atualmente, Marciano fazia dupla com o cantor Milionário.

LINDA E JUSTA HOMENAGEM: Alunos homenageiam professora primária e cobrem seu caixão com desenhos


Reprodução

Por Metro Jornal

Setecentas pessoas, entre alunos, ex-alunos, amigos e familiares foram prestar suas últimas homenagens à professora inglesa Sue East, de 58 anos, que não resistiu a uma batalha contra o câncer e faleceu em dezembro passado.

Durante seu cortejo, era possível ver seu caixão totalmente enfeitado por desenhos de fadas, borboletas, arco-íris e "pó de fada' feito por seus pequenos alunos e pelos pais, que também foram alunos dessa professora primária da cidade inglesa de Bath.