quarta-feira, 6 de maio de 2015

JEAN ASSUMIU QUE MATOU MÁXIMO

Lutador de jiu-jistsu teria assassinado Máximo Augusto com ‘mata leão’ dentro do motel

A polícia também prendeu outro suspeito, que teria ficado com o carro e tentando vender peças e os pertences de Máximo.

trjrtjrjjj
A equipe de investigadores da Delegacia de Homicídios (Dehom) prendeu na tarde desta quarta-feira, dois suspeitos pelo crime que chocou todo o Rio Grande do Norte neste fim de semana. A morte com sinais de violência do estudante Máximo Augusto, de 23 anos. O jovem foi encontrado morto no último domingo, em São Gonçalo do Amarante.
Na manhã desta terça-feira, o Fiat Palio da vítima, até então procurado por toda a polícia, foi encontrado abandonado no bairro de Candelária, Zona Sul de Natal. Desde então peritos do Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) iniciaram as primeiras análises no veículo. A polícia, por outro lado, vinha ouvindo conhecidos do universitário, e ainda informou que analisaria o sistema de câmeras de imóveis no local em que o carro Fiat foi encontrado para identificação de possíveis suspeitos.
Informações dão conta que um deles, inclusive, assumiu a responsabilidade pela morte do estudante. Segundo a polícia, os suspeitos disseram que a vítima foi assassinada ainda dentro do motel.
O lutador de jiu-jitsu identificado como Jean de Araújo Rocha, de 19 anos, assumiu que matou Máximo por asfixia mecânica após se desentender com ele no Motel e no local mesmo enforcou o estudante.
FONTE: JORNAL DE HOJE

POLÍCIA PRENDE DOIS SUSPEITOS DO ASSASSINATO DE MÁXIMO

Dehom consegue prender suspeito de assassinar universitário Máximo Augusto

Informação foi confirmada pelo delegado Fábio Rogério.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Policiais da Delegacia de Homicídio prenderam um homem suspeito de matar o universitário Máximo Augusto de Medeiros de Araújo, de 23 anos. A informação foi confirmada por um agente da Dehom e pelo delegado Fábio Rogério.
Neste momento, a equipe está em diligências com o suspeito para tentar localizar materiais referentes ao crime. Uma segunda pessoa que teria participação no caso também foi detida.
O delegado Fábio Rogério disse que o homem que teria matado Máximo Augusto realmente foi preso, mas não adiantou detalhes nem a identificação do suspeito.
Fonte: Portal BO

Polícia encontra ossada humana em matagal no Jardim Aeroporto

Uma denúncia anônima levou os agentes da Dehom ao local

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Policiais da Dehom (Delegacia Especializada de Homicídios) encontraram uma ossada humana, na manhã desta quarta-feira (6), no cruzamento das ruas Aeroporto Jacarepaguá com a Aeroporto Salgado Filho, no conjunto Jardim Aeroporto, bairro Emaús em Parnamirim.
De acordo com um dos policiais da especializada que preferiu não ter o nome revelado, a vítima pode ter sido morta no local ou o corpo desovado no local. “Devido ao estado eu se encontra a ossada somente com exames realizados no Instituto Técnico e Científico de Polícia que será possível uma identificação”, disse.
A ossada foi recolhida pelos peritos do ITEP e encaminhada a sede do Instituto no bairro da Ribeira. A equipe da Dehom ainda ouviu alguns populares moradores da localidade a fim de colher informações sobre o fato, no entanto o que foi anotado pelos agentes ficou em sigilo.
Fonte: Portal BO

CASO JOSÉ ANTÕNIO

Suspeito confessa participação em latrocínio de marceneiro; veja vídeo

A Polícia Civil elucidou a morte do marceneiro José Antônio Soares da Silva, que estava desaparecido desde o dia 25 de abril e teve o corpo encontrado ontem (5), no leito do rio Ceará-Mirim. Dois homens em uma motocicleta cometeram o crime com o objetivo de roubar a moto do marceneiro, que voltava do trabalho para casa. Um dos suspeitos confessou o delito (veja vídeo no fim da matéria).
Divulgação/Polícia Civil
Espingarda calibre 28 foi utilizada no latrocínioEspingarda calibre 28 foi utilizada no latrocínio

Desde a manhã de ontem (5), a Polícia Civil fazia diligências em busca do corpo do marceneiro nas proximidades de onde ele havia sido visto pela última vez. No período da tarde, no entanto, três homens armados fizeram um arrastão em um micro-ônibus em São Gonçalo do Amarante, levando o veículo com os passageiros para a zona rural da cidade e roubando todos os pertences dos que estavam na van. Dos três criminosos, dois tinham participação na morte do marceneiro José Antônio Soares.
Divulgação
Polícia teve auxílio do Corpo de Bombeiros para fazer retirada de cadáverPolícia teve auxílio do Corpo de Bombeiros para fazer retirada de cadáver

Após o crime, a polícia realizou diligências em busca dos criminosos. A própria população encontrou e rendeu um dos bandidos, que foi espancado e quase linchado pelos populares. Outro foi detido pela Polícia Militar, enquanto o terceiro ainda está foragido. Os dois presos foram levados para a delegacia de Plantão da Zona Norte, onde confessaram diversos crimes. 
Divulgação
Polícia prendeu dois suspeitos por morte de marceneiroPolícia prendeu dois suspeitos por morte de marceneiro

Paralelamente à prisão dos suspeitos, a equipe da Polícia Civil, comandada pelo delegado de São Gonçalo do Amarante, Raimundo Rolim, encontrou o corpo de José Antônio Soares da Silva. Com o auxílio do helicóptero Potiguar 1, os policiais observaram o cadáver boiando no leito do rio Ceará-Mirim e foram até o local para fazer a retirada. Informado sobre a prisão de dois suspeitos que praticaram assaltos na área, a equipe da polícia interrogou os presos e confirmou o crime.
DivulgaçãoHelicóptero da Sesed foi utilizado para auxiliar nas buscasHelicóptero da Sesed foi utilizado para auxiliar nas buscas

Segundo o depoimento de Danilo Felipe Borba Teixeira, de 18 anos, ele e Sebastião Lourenço de Souza Júnior, de 22 anos, roubaram uma motocicleta no município de Ielmo Marinho e, em seguida, foram até a BR-406, no caminho entre São Gonçalo e Ceará-Mirim. Lá, os criminosos, armados com uma espingarda calibre 28 com cano serrado, abordaram José Antônio e anunciaram o assalto. De acordo com Danilo Borba, o marceneiro foi levado até o canavial e morto.

Ainda segundo o suspeito, a motocicleta roubada do marceneiro foi levada até o distrito de Massaranduba, em Ceará-Mirim, e vendida a uma pessoa ainda não identificada. Pelo roubo, cada um dos criminosos levou R$ 350.

Os dois suspeitos estão presos, à disposição da Justiça, e o flagrante foi encaminhado para a delegacia de São Gonçalo do Amarante.

Veja vídeo das buscas e da confissão:

Fonte: TRIBUNA DO NORTE



terça-feira, 5 de maio de 2015

MIPIBU ESTÁ ASSIM:

Polícia encontra roupas e areia no interior carro de universitário Máximo Augusto

Delegado vai aguardar resultado da perícia que deverá se concluída em 24h

FOTO: CEDIDA
FOTO: CEDIDA
Agentes da polícia técnica do ITEP realizaram uma busca no interior do veiculo tipo Pálio que pertencia ao universitário Máximo Augusto, morto no último final de semana. O carro foi encontrado no bairro candelária, na manhã desta terça-feira (5). Dentro do Pálio a equipe de peritos encontram roupas masculinas e muita areia nos tapetes. O som e o step foram levados pelos criminosos.
De acordo como o delegado Fábio Rogério, que preside o inquérito que apura a morte do jovem, a expectativa agora é o resultado da perícia criminal que já foi iniciada e tem um prazo de 24 horas pra ser concluída. “Essas informações técnicas que surgirão com o resultado da perícia certamente irão ajudar bastante nas investigações”, disse.
O veículo foi guinchado até a rua onde funciona a Dehom e ficará o local até a conclusão dos trabalhos. Fábio Rogério disse ainda que ai ouvir nas próximas horas duas amigas do universitário para colher dados que ele considera importante para uma linha investiga.
65u67ui46u3

Fonte: Portal BO

DESCONTROLADO! VERGONHOSA A ATITUDE DO PM

Ex-PM que agrediu mulher em agência bancária diz não se arrepender

Segundo homem, médica cometeu crime por desobedecê-lo e impedir direito de ir e vir de outros clientes

O DIA
São Paulo - O vídeo de uma mulher sendo agredida por um então PM ao tentar entrar em uma agência bancária em 1° de agosto de 2014 ganhou notoriedade nas redes sociais nesta semana. Luiz Fabiano de Aquino, de 36 anos, não se arrepende de ter retirado a médica Claudia Moss à força da porta de uma agência bancária na Vila Olímpia, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com o G1 na noite desta segunda-feira. "Não bate arrependimento até hoje. Tenho a certeza de que cumpri o meu dever”, declarou.
O ex-PM afirma ter feito o melhor para os presentes no banco. Segundo Aquino, a médica cometeu um crime pois, de acordo com seu relato, estava há mais de 30 minutos parada na porta, "impedindo o direito de ir e vir dentro da agência."
Ele conta que tentou ser educado e até mesmo chamou Claudia de "senhora", mas depois de ter dado a ordem para que ela se deixasse a agência, segundo ele, Claudia cometeu outro crime: desobediência. O tombo de Claudia foi acidental, segundo ele, já que ela "atuava com uma força contrária."

Mulher que foi agredida por então PM em banco diz ter ficado com hematomas
Foto:  Reprodução Internet

As imagens que circulam nas redes sociais mostram Claudia discutindo com o homem e em seguida sendo puxada pelas duas mãos. A mulher perde o equilíbrio e cai no chão. Enquanto outros clientes gritam, Claudia levanta e tenta ir ao interior do banco novamente. “Senhora, eu posso usar de força para tirar. Eu te chamei dez vezes”, afirma Aquino na imagem.
Claudia contou no Facebook que acionou a PM após a porta giratória bloquear sua entrada vezes seguidas. Segundo ela, os armário na entrada estavam "lotados ou quebrados" e seguiu a orientação do segurança. “Retornei três vezes à linha amarela. Despejei o conteúdo da bolsa no chão, expliquei o motivo de eu ter ido ao banco”, disse.
“Como me recusasse a sair do banco, fui arrastada e jogada com violência contra a parede de vidro, caindo ao chão. Enfim. Hematomas por todo lado e o brio no chão”, afirmou.
Discordando da forma "educada" com a qual Aquino agiu, a Polícia Militar exonerou o então soldado no dia 22 de outubro de 2014, segundo o Diário Oficial do estado. “O policial militar que aparece na filmagem foi exonerado. A conduta do policial militar é inadmissível”, informou a PM em nota.
Vídeo:  Ex-PM agride médica em banco